Connect with us

Games

Análise – Monster Hunter: World

Published

on

Depois de 12 anos depois do lançamento do último jogo da franquia Monster Hunter para console, no começo desse ano (2018) temos a volta triunfal do jogo. Leia abaixo a nossa impressão de Monster Hunter: World.

Monster Hunter – Mudanças

Antes de começarmos a falar do jogo,  vale lembrar que a série Monster Hunter passou por algumas mudanças, já que era um jogo voltado para um público de nicho. O Objetivo da Capcom mudou algumas coisas no jogo, mas o mais importante que a jogabilidade ela manteve quase que inalterada. No começo você pode até achar a jogabilidade é ruim, mas não se engane, a jogabilidade é até que então complexa no primeiro momento só que aos poucos você vai vendo que não é isso. No jogo podemos andar, correr, atacar, pular, esquivar, usar itens e além de poder fundir matérias para criar armamentos e armaduras para o seu personagem. Tudo isso e mais um pouco fazem com que o gameplay de Monster Hunter: World seja completo em questão de movimentos. Um único problema que você vai perceber é que os controles bem de vez em quando demoram alguns segundos para responder ao seu comando, isso acontece com muita raridade, porém quando acontece pode significar a perda de uma batalha contra um monstro. Outra coisa que vale lembrar é a dificuldade do jogo que é alta, e o pior, não podemos diminuir ela, para muitos dos veteranos da franquia o jogo pode ser até simples, mas os novatos podem ter um pouco de trabalho no começo.

Podemos dizer que desde o primeiro Monster Hunter, lançado oficialmente no Playstation 2, os gráficos sempre foram belos, e no World não é nada diferente. Temos um dos jogos mais belos do console, com gráficos muito bonitos e com uma qualidade e velocidade de renderização muito boa. O medo era que para os consoles de entrada da nova geração, como o Playstation 4 e o Xbox One, o jogo ficaria muito diferente da versão normal para as versões premiums(PS4Pro, XOneX). Mas isso foi algo que a Capcom soube trabalhar muito bem, pois obviamente temos uma melhora gráfica, principalmente com as sombras e algumas texturas estão melhores. Ou seja, você tendo um console de entrada vai conseguir desfrutar dos belíssimos gráficos que Monster Hunter: World tem a oferecer. Abaixo separamos um vídeo de comparação entre o jogo rodando no Playstation 4 e no Playstation 4 Pro. Só vendo você pode tirar suas próprias conclusões:

Uma coisa que decepciona por enquanto é a conexão do jogo, podemos jogar MHW em coop com até 16 jogadores, mas nas missões só podemos ter ajuda de mais 3, isso seria maravilhoso se a conexão online do jogo não fosse HORRÍVEL. Nos primeiros dias de lançamentos os servidores estavam totalmente irregulares, mas até já era de se esperar, já que nos primeiros dias o jogo vendeu aproximadamente de 5 milhões de cópias, algo que até a própria empresa não estava esperando. O fato é que os servidores até hoje estão danificados, muitas vezes tentamos convidar diversos players para jogar em party e em quase 98% das vezes deu erro na hora de entrar. E sem contar nos loadings que demoram bastante. Mas o bom é que a Capcom já anunciou que irá melhorar os servidores para que os jogadores conseguissem jogar com uma maior tranquilidade.

História

Falar de histórias em jogos do tipo Monster Hunter é meio complicado, já que o jogo se foca quase que exclusivamente no combate e na exploração do Novo Continente (como é chamado o mundo em que MHW se passa). Vemos o nosso personagem ingressar em um grupo onde o foco é caçar e matar monstros, e o nosso objetivo no jogo é esse, caçar e matar. No final das contas quase que ninguém vai reparar na história e muito menos a sua qualidade, quando se temos vários monstros para matar, prestar atenção em outra coisa fica um pouco complicado. Apesar de tudo, senti falta de no mínimo uma história de fundo um pouco mais trabalhada junto com um enredo mais bem feito.

Idioma

Outro fator bacana para nós da terrinha do pau Brasil, é que o jogo está com legendas e interfaces totalmente em português do Brasil, sendo assim o primeiro jogo da franquia a trazer algo do tipo.

Vale a pena?

Monster Hunter World tem os seus pontos fracos, mas no final da conta consegue entregar tudo o que prometia e ainda um pouco mais, com pequenos problemas o jogo está caminhando para ser um dos jogos mais bem avaliados pela crítica e pelo público dos últimos anos.

Confira o trailer do jogo logo abaixo:

Monster Hunter: World já está disponível para Playsation 4 e Xbox One.

O jogo foi testado em um Playstation 4 e foi fornecido pela Capcom para ser realizada a análise.

Comments

comments

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Games

Os 5 games mais marcantes da história

Rapha

Published

on

Top 5 Jogos Clássicos

Os games estão por toda parte. Seja nos celulares, computadores, emuladores ou, até mesmo, em empresas, eles conquistaram seu espaço como uma das formas de entretenimento mais populares e divertidas.

 

Basta abrir um site de aplicativos ou buscar uma loja de games para se deparar com jogos de ação, aventura, fantasia, horror, corrida, esportes e qualquer outro gênero que te entretenha. Indo mais a fundo, não é difícil encontrar jogos corporativos, empresariais e advergames.

 

Diante dessa popularidade, desenvolver jogos se tornou um grande desafio das produtoras de games que almejam um lugar de destaque dentro do mercado. Afinal de contas, a expectativa de todo desenvolvedor de games é ver que seu jogo chegou até o público.

 

Mas, afinal de contas, qual a origem dos games como conhecemos? Como surgiram os games que marcaram nossa infância e ainda fazem a diversão de milhões de pessoas até hoje? Conheçaos5 games maismarcantes da história:

 

The Sims

 The Sims é uma série de games de simulação de vida real. Criado pelo designer de jogos Will Wright e produzido pela Maxis, o primeiro jogo da série foi lançado em 2000 e alcançou sucesso entre usuários de diversas plataformas, sendo extremamente popular até hoje.

 

Sonic the Hedgehog

 

Produzida pela Sega, a franquia de games do ouriço azul mais famoso do mundo é um sucesso até hoje. SonictheHedgehog é uma série de jogos de plataforma focados em velocidade que já vendeu mais de 80 milhões de cópias físicas. Além disso, a popularidade do personagem Sonic rendeu adaptações em desenho animado, anime e histórias em quadrinhos.

 

 Tetris

 Pac Man  Top 5 Jogos Clássicos gamingnews

Lançado em 1985, o Tetris é um clássico no universo dos games. O jogo já passou por diversas modificações e otimizações, sem nunca perder sua essência.

 

 Pac-Man

 Criado pelo Desenvolvedor de GamesTōruIwatani para a empresa Namco, o Pac-Man foi lançado para Arcade em 1980. Não demorou muito para que o game fizesse sucesso e se tornasse um dos mais marcantes da história.

 

Super Mario Bros

 

Outro clássico de 1985, o jogo Super Mario Bros foi um dos primeiros games de plataforma com rolagem lateral. O jogo é um dos mais vendidos de toda a história dos videogames, contando com mais de 40 milhões de cópias

Comments

comments

Continue Reading

Games

GunGirl2: um jogo de zumbis para baixar gratuitamente!

Published

on

jogo de zumbis com personagem feminina

GunGirl2 é um jogo de zumbis de plataforma de ação de freeware em 2D, no estilo de jogos como Metroid, Castlevania ou Cave Story, mas com sangue … muito sangue. Claro que antes houve o GunGirl1, mas eu não vou falar dele. Não gostei muito.

O jogo começa com uma infestação de zumbis que se espalha rapidamente no decorrer de uma noite, enquanto GunGirl e GunDude dormem. A humanidade parece estar perdida e cabe a você resolver tudo! Vá em uma aventura épica e explore um mundo enorme com a garota loira (que parece estar sem pernas) conhecida apenas como GunGirl ou com seu melhor amigo, o GunDude (a.k.a. Marvin).

Em sua busca você precisará encontrar mais armas, power-ups e itens especiais que lhe darão acesso a novas áreas do jogo. Além disso, é imprescindível falar com os sobreviventes para descobrir segredos escondidos e enfrentar não apenas milhares de zumbis, mas outros tipos de monstros.

Confira o trailer:

Armas diferentes

GG2 é um jogo de zumbis que oferece seis armas principais: pistola, espingarda, Icicle Gun (rifle automático que atira parafusos de gelo congeladas), Lançador Fireball (lança bolas de fogo), Serra Canhão e uma arma que só é conhecida em outra dimensão.

Cada arma oferece uma sensação única, munições diferentes, um modo alternativo de tiro e uma variedade de originais power-ups. Toda vez que se mata um zumbi uma letra G cai para você acumular e aumentar o nível das armas. Entretanto, cada vez que um inimigo morder a GunGirl ou o GunDude um pouco de G-Power é perdido.

Explorar novos mundos

O jogo começa em um pequeno prédio do qual você precisa escapar. Quanto mais você explora, mais o mundo se revela. Os itens e G-Power proporcionarão as habilidades necessárias para alcançar novos lugares, como estações de metrô abandonados, lugares distantes ou portais para uma dimensão paralela!

Sistema de Power-Ups

Outra característica é o sistema de Power-Ups. Sempre que você obter especiais Power-Orbs no jogo, poderá usá-los em sua tela de status para atualizar aspects, armas ou itens do personagem. Você decide se uma arma precisa de mais poder, mais rapidez do fogo ou mais proteção, entre outras melhorias.

Trilha sonora

Composta por Josh Whelchel, que fez a trilha sonora de outros jogos indie como Bonesaw. As músicas dos jogos estão disponíveis no site do jogo.

Inimigos

A maioria dos inimigos em GunGirl 2 são zumbis que só querem miolos. Aqui está um breve resumo de alguns inimigos que você vai encontrar no jogo.

Green Walker: os primeiros inimigos do jogo. São zumbis clássicos, mas surgem em grande número.

Red Walker: o segundo tipo de zumbis. Para acabar com eles, só a Icicle. Atirar duas vezes só consegue tirá-los de ação por um tempinho.

Fatso w / Chainsaw: um gordinho com uma motosserra! Esse cara gera muito dano. Tem que pegá-lo de costas e evitar a motosserra.

Zombie Lady: versão zumbi de GunGirl. Ela tem um rifle de confiança, não se move, mas o seu objetivo é muito preciso. Para matá-la, fique longe e tente fugir das balas.

Shooter: esse cara é armado, perigoso e chato. Tente matá-lo antes que ele atire para baixo.

Eye Blob Demon: esse demônio feio retornou do jogo GunGirl 1. Ele é invisível até ficar perto, quando começa a caçá-lo implacavelmente até que você atire em seu globo ocular…algumas vezes.

Skeleton: ele vai assombrar o jogador depois que ele for para a dimensão infernal. Ele grita de dor e joga seus ossos no personagem. Fique longe quando você matá-lo, porque ele vai explodir em um grande raio, inundando o ar com ossos que podem te acertar.

Mr.Snake: um monstro cravado que sobe do solo ou da água. Ele cospe bolas verdes de ácido em várias direções. Evite os ataques, continue a atirar e fuja dos pedaços que vão sobrar quando ele explodir.

Butcher: o maior e pior dos zumbis regulares. Esse cara gordo vem de sepulturas e está armado com cutelos gigantes. Quando você chega perto, ele te ferirá com ele. E quando você foge, ele vai jogar essa coisa em sua volta. Este bastardo difícil não é fácil de derrubar – ser cauteloso.

 

Há mais inimigos no jogo, mas tem que jogar para conhecê-los.  Aproveite para conhecer, já que o download é gratuito.

 

 

Comments

comments

Continue Reading

Games

Nike Football Estudio – Game, Football e Música em Um Só Lugar

Rapha

Published

on

A Nike, maior empresa e marca esportiva do mundo, inaugurou em São Paulo o Nike Football Studio, espaço gratuito aberto ao publico com a proposta de proporcionar uma experiência diferente para os amantes e não amantes do Football.

Atrações

Além de um telão com transmissões ao vivo dos jogos da copa, o Nike FTBL Studio conta com uma mini quadra de grama sintética com dois gols, onde podemos entrar e mostrar nossas habilidades com a bola, mas isso não é tudo, o evento conta também com um DJ, foodtruck, consoles e muito mais.

PES e FIFA no Nike FTBL Studios

O espaço conta com dois consoles PS4 em uma área Free-to-play para todo o público. No último sábado 30/07 aconteceu um campeonato de Pro Evolution Soccer que contou com a presença do atual campeão mundial de PES, o Brasileiro Guilherme Fonseca, o “GuiFera”.

O campeão levou para casa uma camiseta personalizada exclusiva.

Loja Nike FTBL Studio

A loja oferece produtos a partir de R$ 60,00 além da possibilidade de customização na hora (serviço com valores adicionais) pelos artistas da Nike. Caso opte em levar uma chuteira para casa, como a do Neymar por exemplo, o serviço de customização sai gratuito.

Local Nike Football Studio

O evento conta com uma facil localização, está localizado no Largo da Batata, colado na estação Faria Lima da Linha 4 Amarela do Metrô.

Dados do Evento

Endereço: Rua Fernão Dias, 624 (em frente ao Largo da Batata)

Dias de Funcionamento: Somente aos sábados (16/06 a 14/07)

Horário de Funcionamento: 12h às 22h

Mais informações: Nike.com.br

Fotos do evento

Comments

comments

Continue Reading
%d blogueiros gostam disto: