Connect with us

Cinema

5 motivos para assistir a série Suits

Avatar

Published

on

Com oito temporadas já exibidas, Suits é uma série que se passa dentro de um escritório de advocacia em Nova Iorque e trata de casos jurídicos bem resolvidos, com uma equipe muito competente e um leve toque de humor sarcástico.

Ela acompanha o grande advogado corporativo de Manhattan, Harvey Specter. Porém, na busca de um novo associado, ele se depara com Mike Ross, uma figura um pouco peculiar que pode se tornar um grande destaque para a sua empresa, mesmo sem nunca ter frequentado uma faculdade de advocacia.

No decorrer da série eles criam um forte vínculo de amizade um com outro, o que faz de Mike Ross o pupilo de Harvey, que ensina ao novato todos os truques sobre o ramo jurídico.

Se você ainda está na dúvida se deve ou não assistir essa série incrível, não se preocupe: nós vamos te dar 5 motivos para adicioná-la à sua lista agora mesmo:

1- Casos intrigantes

Os casos de Suits são extremamente intrigantes. As reviravoltas que os protagonistas ocasionam acabam prendendo o espectador, fazendo que todos os casos sejam surpreendentes. Quem trabalha com advocacia criminal vai se identificar!

2-Representatividade

Até uns anos atrás, era muito difícil de encontrar personagens empoderados negros ou mulheres sendo representados na TV, mas Suits nos traz Jéssica Pearson (Gina Torres), uma mulher negra que é a dona da firma de advocacia que todos querem trabalhar, que todos respeitam e admiram. Além disso, ao longo da série são representadas várias mulheres e pessoas negras em cargos que, antes, só se viam representadas por homens e pessoas brancas. Hoje, ainda bem, vemos cada vez mais esse tipo de representação e torcemos para que, um dia, tanto nas telas, quanto na vida real, isso apareça com muito mais frequência e naturalidade.

3- É uma série que te motiva a crescer como profissional

A série é recheada de frases motivacionais, sem contar que os problemas que os  personagens enfrentam são bem intensos e suas reflexões e superações acabam servindo como ótimas lições de vida para nós, espectadores.

4- Trama envolvente

Sejamos sinceros: a história dessa série te prende MUITO! Então tome cuidado, você pode ficar viciado e passar mais de 15 horas diretas assistindo Suits. Para ajudar, os episódios apresentam histórias concisas e ao mesmo tempo incompletas, o que aumenta a curiosidade do espectador, deixando ele mais preso ainda a trama.

5- Referências a cultura pop

Uma das coisas que mais gosto na série são as referências e citações diretas a filmes e séries! Tem sobre Game of Thrones, Mad Men, peças teatrais famosas, escritores, Star Wars, O Senhor dos Anéis e muitas outras. Pra quem é viciado nisso, vai pirar a cada vez que os dois “brincam” ao resolver um caso e comemoram a vitória com frases que só quem está por dentro da cultura pop entende!

Comments

comments

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cinema

Psicose: O marco dos filmes de suspense

Avatar

Published

on

Psicose, o clássico filme escrito por Joseph Stefano e dirigido por Alfred Hitchcock, foi lançado em 1960 e em preto e branco (embora produções coloridas já existissem na época). O filme conta a história de Norman Bates, proprietário de um motel de pouco movimento em uma cidade pequena, o Motel Bates.

Norman Bates a princípio pode parecer um pouco estranho. Tendo em vista que ele mora com mãe (ou quase isso), é um homem sozinho e tem como hobby taxidermia. Com o decorrer do filme descobrimos que chama-lo de “um pouco estranho” poderia ser considerado um grande eufemismo.

O filme se desenvolve quando a secretaria Marion Crane rouba uma alta quantidade de dinheiro que deveria depositar para um cliente. Ao invés de ir ao banco, ela foge da cidade e após uma forte chuva acaba no Motel Bates. O motel vive seus piores dias, por conta de um desvio na estrada principal que fez com que praticamente ninguém passa-se em frente do lugar.

Marion então é recebida pelo simpático proprietário, que faz seu check-in e a oferece uma refeição. (super gentil, não?). A hospitalidade termina na mesma noite, quando Marion é morta enquanto tomava banho, com uma série de facadas, em uma das cenas mais icônicas da história do cinema.

Mas, porque essa cena é tão icônica? Pela fato de acompanharmos a morte da personagem que, até o momento, pensamos ser a principal! Alfred Hitchcock admitiu que essa cena foi a que mais atraiu quando leu o roteiro. Isso porque ele afirmava que uma morte durante o banho, em um momento tão vulnerável, era realmente algo “incrível”. Essa cena foi filmada de vários ângulos diferentes, para pegar todos os momentos, ficando assim da forma que o diretor queria, nos mínimos detalhes. 

Quando um investigador particular e a irmã de Marion começam a procurar pelo dinheiro roubado e pela irmã, respectivamente, Norman acaba sendo pressionado.

Psicose é um marco nos filmes de suspense, muito por causa do clima que o filme cria, fazendo com que a gente fique envolvido e nos sintamos parte da história. O filme é surpreendente, e até hoje pega muita gente de surpresa. Conhecer Norman Bates e sua história sinistra é realmente incrível. Um personagem que surpreende hoje, agora imagina a quase 60 anos atrás? Norman é muito bem construído, um personagem profundo, complexo e muito interessante.

Quem nunca assistiu ao filme, não sabe o que está perdendo. Acreditem, o filme não é um super clássico e considerado um dos maiores de todos os tempos atoa.

Depois do sucesso de bilheteria do primeiro filme, que faturou 60 milhões de dólares, com um gasto de 800 mil dólares, mais 3 filmes foram feitos como continuação. “A mas Norman deveria estar preso, como ele sai da cadeia?”. É uma boa pergunta, com certeza ele teve um advogado criminal muito bom mesmo. Além disso, o universo de Psicose ainda conta com um reboot e uma série de TV, muito conteúdo e a grande maioria de muita qualidade!

Comments

comments

Continue Reading

Cinema

El Camino: O que esperar do filme de Breaking Bad?

Avatar

Published

on

No começo do ano um notícia surgiu e chocou muita gente: Breaking Bad vai virar filme. A notícia com certeza pegou muita gente de surpresa.

Breaking Bad é uma das maiores séries de todos os tempos e é claro que a sua legião de fãs se anima com a possibilidade de ouvir um pouco mais dessa história. Prova disso é o sucesso do spin-off +Better Call Saul.

Mas, ao mesmo tempo, a grande maioria dos fãs torceu o nariz. A final, o fim da série sempre foi considerado como um fim definitivo, sem perspectiva de continuação

O que sabemos até o momento:

1º O filme vai ser uma continuação de Breaking Bad e vai focar na “busca por liberdade” de Jesse Pinkman.

2º Saul Goodman não deve aparecer na trama. Enquanto a série Better Call Saul conta o passado do advogado criminal, seu futuro não deve ser abordado e parece já ser um arco fechado.

3º O filme vai ser lançado pela Netflix, em Outubro. Além disso, ele também vai ter Vince Gilligan na produção.

4º Rumor: O filme não deve se passar no Novo México. Isso ainda não foi confirmado, mas é uma especulação que faz sentido. Afinal, nada mais natural do que Jesse Pinkman querer fugir do estado no qual passou tantos momentos traumáticos. O fãs com melhor memória vão se lembrar que durante vários momentos da série o jovem fantasiava fugir e morar (ou se esconder) em um lugar remoto e distante de todos.

Enfim, o filme foi anunciado a pouco tempo e quase tudo que o cerca ainda é um grande mistério. Para os fãs, o jeito é esperar por mais novidades e ficar na expectativa! Uma pessoa que passou por tudo o que Jesse passou com certeza é bem afetada, e uma pessoa com todos esses traumas vai com certeza render uma grande história de continuação!

Comments

comments

Continue Reading

Cinema

O drama jurídico que mostra as diversas faces do Direito Criminal

Avatar

Published

on

How to get away with murder

How to get away with murder (2014), uma série escrita por Peter Nowalk, mostra a trama de uma advogada criminal e 4 de seus melhores alunos, todos envolvidos em um misterioso assassinato.

Annalise Keating (Viola Davis) é professora da disciplina de Introdução de Direito Penal na Universidade de Middleton, na Filadélfia. Dona de um grande escritório de advocacia, a advogada criminalista é casada com um renomado psicólogo, Sam Keating (Tom Verica), mas mantém um caso extraconjugal com o detetive Nate Lahey (Glynn Turman).

Em seu curso, um dos mais procurados na Universidade, Annalise traz um caso verídico e pede que seus alunos encontrem a melhor defesa para seu cliente. A melhor ideia é premiada com uma vaga de estágio em seu escritório. Isso leva Wess (Alfred Enoch) a demonstrar interesse em entrar para a turma e ao conseguir, através de uma lista de espera, esforça-se ao máximo para provar o quanto merece estar ali.

Ao realizar a atividade, Annalise seleciona 4 alunos que se destacam: Wes, Connor (Jack Falahee), Michaela (Aja Naomi King)  e Laurel (Karla Souza). Connor tem uma personalidade forte e mostra que está disposto a fazer qualquer coisa para chegar onde quer. Michaela é a típica aluno aplicada que admira a professora e Laurel é uma aluna fechada para com o colegas e menos sociável, por isso, não tem tanto destaque desde o início.

Neste drama jurídico, estes 4 alunos teriam cometido um crime contra um dos principais personagens e, para se defender, precisam colocar em prática tudo aquilo que aprenderam durante as aulas: como se livrar de um crime.

Mas afinal, como funciona o direito criminal?

            O direito penal realiza defesas contra acusações de crimes praticados contra pessoas físicas ou jurídicas, em esferas estadual ou federal. Esta área do direito, sofre um certo preconceito da sociedade, mas o advogado criminal é imprescindível para fazer cumprir a lei. Já que ele utiliza a lei como argumento para defender seu cliente.

Iniciando a defesa desde a fase investigativa para estudar o caso a fundo, ele deve defender seu cliente e entender que não deve julgar o crime cometido, mas sim, defender os direitos do seu cliente. Afinal, o papel dele não é julgar seus clientes, isso cabe aos juízes.

Por isso, a série How to get away with murder fascina e intriga os espectadores, trazendo drama, mistério, suspense e outras facetas do Direito Criminal. Com um roteiro muito bem escrito, a ficção é inteligente e os personagens têm uma construção muito interessante, ao desenrolar da história. Vale a pena conferir.

Comments

comments

Continue Reading
Advertisement

Veja também

Advertisement
Advertisement

Copyright © 2017 Zox News Theme. Theme by MVP Themes, powered by WordPress.

%d blogueiros gostam disto: