Connect with us

Games

ANÁLISE [RODADA #2] BRAZIL GAMING LEAGUE

Published

on

Eae galera? De boas?

Como vocés já devem saber, ontém foi dia de Brazil Gaming League de LoL e temos algumas considerações sobre os jogos.

Para começo de conversa,vamos nos lembrar da line-up das duas equipes do primeiro jogo.

 

CNB e-sports team:

Top: Element

Mid: Elektro

Jungle: Shini

AD Carry: ManaJJ

Suporte: Alocs

 

Team 58ers:

Top: Skybart

Mid: Flash (Shadow)

Jungle: ReSEt

AD Carry: Rafes

Suporte: MiT

 

Os jogos dessa fase da BGL são em formato melhor de dois, onde o vencedor destes dois jogos ganha três pontos e o empate soma um ponto para ambas as equipes.

A equipe da CNB estreava na liga com nova formação. Desde a saída do Leko (Pain) e do Takeshi e Revolta (Key-D Stars), a equipe  tem sido alvo de questionamentos e de críticas, e chegava para a BGL para mostrar que ainda tem seu lugar como uma das maiores equipes de League of Legends do Brasil;

Não se esperava grandes feitos da equipe já que estava com novos jogadores com pouco entrosamento entre si, a não ser pela bot lane de Mana e Alocs, a bot lane mais antiga do país.

No outro lado tinha a Team 58ers que também fazia sua estreia na BGL e tinha grandes promessas com suas duas contratações recentes de Coreanos, Shadow e ReSEt, respectivamente Mid e Jungle.


No primeiro jogo houve grande domínio por conta do Zed de Shadow, da 58ers. O rapaz realmente mostrou o porquê de ter ficado tão conhecido com tal champion.

Já na bot lane houve certa vantagem de Mana e de Alocs, o que já era de se esperar,  créditos a bad call de MiT (Leona) que se aproximou demais da torre do exterior e ao Alocs que com seu Alistar o jogou para baixo da torre, assim ocorrendo o First Blood.

Na Top Lane o jogo estava bem equilibrado, apenas com aquelas trocas francas de dano entre os Top Laners.

Apesar da 58ers estar descoordenada nas Team Fights e a CNB ter roubado um barão, fato que já não acontecia há muito tempo, a 58ers conseguiu ganhar o jogo, créditos ao Shadow que conseguiu encaixar muito bem seu Zed na partida.

Vitória da 58ers por 44 x 28.

Curioso que nessa partida ele fez Anjo Guardião e o perdeu numa das lutas. Ele resolveu, então, vendê-lo e comprar um Véu da Banshee por conta da passiva do Anjo estar em cool down.


Já no segundo jogo, mesmo com o double kill de Alocs com sua Nami, a situação não estava fácil para a CNB. Era aparente a falta de comunicação entre eles, fato que se observa quando há um teleporte por parte do Top laner da 58ers (Maokai) ao bot.-

Quando o Top laner da CNB (Dr. Mundo) percebe que Skybart está na bot lane, ele se teleporta junto. Entretanto há um desengage por parte do Alocs e de Mana, resultando na desnecessidade de seu companheiro de equipe, Dr. Mundo, ir para a bot lane, cancelando assim seu Teleporte. Neste momento que a 58ers percebe que o Dr. Mundo continuou na Top Lane, eles fazem a rotação para o dragão, sabendo que seus rivais não teriam como contestá-los em um embate 5×4.

Destaque para Shadow, que com seu Zed definiu boa parte do rumo da partida, para Skybart que com seu Maokai segurou muito dano em Team Fights, para Rafes que encaixou bem seu Lucian no jogo e para ReSEt que mostrou ser um ótimo jungler, diferente do primeiro jogo, o qual não havia feito lances tão bons.

Vitória da 58ers por 26 x 10, com Team fights bem mais coordenadas que do jogo anterior.


Agora vamos para as line-ups das equipes do segundo jogo.

 

Legends BR:

Top: Kaov

Mid: Yoda

Jungle: Tecnosh

AD Carry: Dream

Suporte: Anjinho

 

INTZ

Top: Yang

Mid: tockers

Jungle: Djoko

AD Carry: MicaO

Suporte: Jockster


No primeiro jogo a Legends BR estava numa situação crítica. Na Brazil Gaming League, todos os times se enfrentam uma vez, totalizando cinco confrontos. A Legends BR já vinha de duas derrotas, uma contra a Pain Gaming outra contra a Key-D Stars. Ontem ela contabilizou sua terceira derrota na BGL, deixando quase que impossível sua classificação para a final da X5 Mega Arena.

O Primeiro ponto que temos que examinar é o First Blood. Cara… esse Tockers tem que ir pro CrossFire, porque o tiro que ele acertou na Ahri durante a invasão, Meu Deus… foi sniper demais!

Yoda (Ahri) estava jogando bem, porém levou um gank meio estranho da Elise de Djoko.

Ele gankou e lançou o “casulo”, que errou feio. Mas no desespero do momento, Yoda usou flash em cima do casulo!

…e morreu…

Vitória da INTZ por 30 x 17.


No segundo jogo, a INTZ estava bem tranquila, e como já se era de se esperar, a Legends BR estava tensa. Se ela não empatasse e contabilizasse pelo menos um ponto, era quase certeza de que não teria mais X5 Mega Arena para ela.

É galera, não teve jeito. O WOMBO COMBO de Gragas (Yang) e Yasuo (Tockers) estava invencível. Depois que Yasuo fechou Faca de Statik e Gume do Infinito, não tinha mais como segurar Tockers.

Uma coisa que reparamos no time da Legends BR é que, apesar de serem um time centrado em objetivos e com boas Team Fights, eles pecam no sentido de morrer muito. Destaque nisso para Tecnosh que morreu nove vezes com seu Kha’Zix, e em League of Legends, sabemos que o principal objetivo é não morrer.

Vitória na INTZ por 34 x 9.

Comments

comments

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Games

Os 5 games mais marcantes da história

Rapha

Published

on

Top 5 Jogos Clássicos

Os games estão por toda parte. Seja nos celulares, computadores, emuladores ou, até mesmo, em empresas, eles conquistaram seu espaço como uma das formas de entretenimento mais populares e divertidas.

 

Basta abrir um site de aplicativos ou buscar uma loja de games para se deparar com jogos de ação, aventura, fantasia, horror, corrida, esportes e qualquer outro gênero que te entretenha. Indo mais a fundo, não é difícil encontrar jogos corporativos, empresariais e advergames.

 

Diante dessa popularidade, desenvolver jogos se tornou um grande desafio das produtoras de games que almejam um lugar de destaque dentro do mercado. Afinal de contas, a expectativa de todo desenvolvedor de games é ver que seu jogo chegou até o público.

 

Mas, afinal de contas, qual a origem dos games como conhecemos? Como surgiram os games que marcaram nossa infância e ainda fazem a diversão de milhões de pessoas até hoje? Conheçaos5 games maismarcantes da história:

 

The Sims

 The Sims é uma série de games de simulação de vida real. Criado pelo designer de jogos Will Wright e produzido pela Maxis, o primeiro jogo da série foi lançado em 2000 e alcançou sucesso entre usuários de diversas plataformas, sendo extremamente popular até hoje.

 

Sonic the Hedgehog

 

Produzida pela Sega, a franquia de games do ouriço azul mais famoso do mundo é um sucesso até hoje. SonictheHedgehog é uma série de jogos de plataforma focados em velocidade que já vendeu mais de 80 milhões de cópias físicas. Além disso, a popularidade do personagem Sonic rendeu adaptações em desenho animado, anime e histórias em quadrinhos.

 

 Tetris

 Pac Man  Top 5 Jogos Clássicos gamingnews

Lançado em 1985, o Tetris é um clássico no universo dos games. O jogo já passou por diversas modificações e otimizações, sem nunca perder sua essência.

 

 Pac-Man

 Criado pelo Desenvolvedor de GamesTōruIwatani para a empresa Namco, o Pac-Man foi lançado para Arcade em 1980. Não demorou muito para que o game fizesse sucesso e se tornasse um dos mais marcantes da história.

 

Super Mario Bros

 

Outro clássico de 1985, o jogo Super Mario Bros foi um dos primeiros games de plataforma com rolagem lateral. O jogo é um dos mais vendidos de toda a história dos videogames, contando com mais de 40 milhões de cópias

Comments

comments

Continue Reading

Games

GunGirl2: um jogo de zumbis para baixar gratuitamente!

Published

on

jogo de zumbis com personagem feminina

GunGirl2 é um jogo de zumbis de plataforma de ação de freeware em 2D, no estilo de jogos como Metroid, Castlevania ou Cave Story, mas com sangue … muito sangue. Claro que antes houve o GunGirl1, mas eu não vou falar dele. Não gostei muito.

O jogo começa com uma infestação de zumbis que se espalha rapidamente no decorrer de uma noite, enquanto GunGirl e GunDude dormem. A humanidade parece estar perdida e cabe a você resolver tudo! Vá em uma aventura épica e explore um mundo enorme com a garota loira (que parece estar sem pernas) conhecida apenas como GunGirl ou com seu melhor amigo, o GunDude (a.k.a. Marvin).

Em sua busca você precisará encontrar mais armas, power-ups e itens especiais que lhe darão acesso a novas áreas do jogo. Além disso, é imprescindível falar com os sobreviventes para descobrir segredos escondidos e enfrentar não apenas milhares de zumbis, mas outros tipos de monstros.

Confira o trailer:

Armas diferentes

GG2 é um jogo de zumbis que oferece seis armas principais: pistola, espingarda, Icicle Gun (rifle automático que atira parafusos de gelo congeladas), Lançador Fireball (lança bolas de fogo), Serra Canhão e uma arma que só é conhecida em outra dimensão.

Cada arma oferece uma sensação única, munições diferentes, um modo alternativo de tiro e uma variedade de originais power-ups. Toda vez que se mata um zumbi uma letra G cai para você acumular e aumentar o nível das armas. Entretanto, cada vez que um inimigo morder a GunGirl ou o GunDude um pouco de G-Power é perdido.

Explorar novos mundos

O jogo começa em um pequeno prédio do qual você precisa escapar. Quanto mais você explora, mais o mundo se revela. Os itens e G-Power proporcionarão as habilidades necessárias para alcançar novos lugares, como estações de metrô abandonados, lugares distantes ou portais para uma dimensão paralela!

Sistema de Power-Ups

Outra característica é o sistema de Power-Ups. Sempre que você obter especiais Power-Orbs no jogo, poderá usá-los em sua tela de status para atualizar aspects, armas ou itens do personagem. Você decide se uma arma precisa de mais poder, mais rapidez do fogo ou mais proteção, entre outras melhorias.

Trilha sonora

Composta por Josh Whelchel, que fez a trilha sonora de outros jogos indie como Bonesaw. As músicas dos jogos estão disponíveis no site do jogo.

Inimigos

A maioria dos inimigos em GunGirl 2 são zumbis que só querem miolos. Aqui está um breve resumo de alguns inimigos que você vai encontrar no jogo.

Green Walker: os primeiros inimigos do jogo. São zumbis clássicos, mas surgem em grande número.

Red Walker: o segundo tipo de zumbis. Para acabar com eles, só a Icicle. Atirar duas vezes só consegue tirá-los de ação por um tempinho.

Fatso w / Chainsaw: um gordinho com uma motosserra! Esse cara gera muito dano. Tem que pegá-lo de costas e evitar a motosserra.

Zombie Lady: versão zumbi de GunGirl. Ela tem um rifle de confiança, não se move, mas o seu objetivo é muito preciso. Para matá-la, fique longe e tente fugir das balas.

Shooter: esse cara é armado, perigoso e chato. Tente matá-lo antes que ele atire para baixo.

Eye Blob Demon: esse demônio feio retornou do jogo GunGirl 1. Ele é invisível até ficar perto, quando começa a caçá-lo implacavelmente até que você atire em seu globo ocular…algumas vezes.

Skeleton: ele vai assombrar o jogador depois que ele for para a dimensão infernal. Ele grita de dor e joga seus ossos no personagem. Fique longe quando você matá-lo, porque ele vai explodir em um grande raio, inundando o ar com ossos que podem te acertar.

Mr.Snake: um monstro cravado que sobe do solo ou da água. Ele cospe bolas verdes de ácido em várias direções. Evite os ataques, continue a atirar e fuja dos pedaços que vão sobrar quando ele explodir.

Butcher: o maior e pior dos zumbis regulares. Esse cara gordo vem de sepulturas e está armado com cutelos gigantes. Quando você chega perto, ele te ferirá com ele. E quando você foge, ele vai jogar essa coisa em sua volta. Este bastardo difícil não é fácil de derrubar – ser cauteloso.

 

Há mais inimigos no jogo, mas tem que jogar para conhecê-los.  Aproveite para conhecer, já que o download é gratuito.

 

 

Comments

comments

Continue Reading

Games

Nike Football Estudio – Game, Football e Música em Um Só Lugar

Rapha

Published

on

A Nike, maior empresa e marca esportiva do mundo, inaugurou em São Paulo o Nike Football Studio, espaço gratuito aberto ao publico com a proposta de proporcionar uma experiência diferente para os amantes e não amantes do Football.

Atrações

Além de um telão com transmissões ao vivo dos jogos da copa, o Nike FTBL Studio conta com uma mini quadra de grama sintética com dois gols, onde podemos entrar e mostrar nossas habilidades com a bola, mas isso não é tudo, o evento conta também com um DJ, foodtruck, consoles e muito mais.

PES e FIFA no Nike FTBL Studios

O espaço conta com dois consoles PS4 em uma área Free-to-play para todo o público. No último sábado 30/07 aconteceu um campeonato de Pro Evolution Soccer que contou com a presença do atual campeão mundial de PES, o Brasileiro Guilherme Fonseca, o “GuiFera”.

O campeão levou para casa uma camiseta personalizada exclusiva.

Loja Nike FTBL Studio

A loja oferece produtos a partir de R$ 60,00 além da possibilidade de customização na hora (serviço com valores adicionais) pelos artistas da Nike. Caso opte em levar uma chuteira para casa, como a do Neymar por exemplo, o serviço de customização sai gratuito.

Local Nike Football Studio

O evento conta com uma facil localização, está localizado no Largo da Batata, colado na estação Faria Lima da Linha 4 Amarela do Metrô.

Dados do Evento

Endereço: Rua Fernão Dias, 624 (em frente ao Largo da Batata)

Dias de Funcionamento: Somente aos sábados (16/06 a 14/07)

Horário de Funcionamento: 12h às 22h

Mais informações: Nike.com.br

Fotos do evento

Comments

comments

Continue Reading
%d blogueiros gostam disto: