Connect with us

Published

on

CBLOL-2016

Está chegando a segunda etapa do Circuito Brasileiro de League of Legends, ou CBLoL para os íntimos. Esse é o campeonato de eSports mais popular do Brasil e as equipes nacionais brigam para conquistar o título e, mais importante ainda, uma vaga para o Desafio Internacional, no qual o campeão vai para o Campeonato Mundial, contra os maiores times de “LoL” do planeta.

Nessa segunda etapa, que vai de 19 de maio a 9 de julho, alguns times chegam com mudanças em suas formações, o caso da KaBuM! e CNB, que fizeram uma bela dança das cadeiras, mudando praticamente o time inteiro. Outras equipes seguem quase inalteradas, como INTZ e paiN Gaming.

O que todas as equipes querem é ter a chance de disputar as finais no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo e chegarem afiadas para o Desafio Internacional na Ópera de Arame, em Curitiba, nos dias 3 e 4 de setembro. Lembrando que todas as partidas serão transmitidas ao vivo no canal da Riot Games no Azubu.tv.

Novas regras

A 2ª etapa do CBLoL já começa explosiva. A primeira mudança em comparação à 1ª etapa é que o campeonato começa em uma “super semana”, com quatro dias de disputas no formato melhor de 2. O primeiro confronto dessa etapa começa entre a INTZ e a Keyd Stars, que protagonizaram a grande final da primeira etapa.

O campeonato não vai contar com quartas de final e somente os 4 primeiros colocados da fase de pontos passam para a fase eliminatória. Segundo a Riot, a  intenção  é tornar mais acirrada a disputa da fase de pontos corridos. Os vencedores das semi-finais vão para a final, no Ibirapuera, e os que perderem continuarão passando pelos critérios de desempate para definir 3ª e 4ª colocações.

Além disso, a rota do meio foi bastante alterada e, conforme a análise do MyCNB mostra em detalhes (aqui e aqui), os magos imóveis ganharam mais poder de troca. Isso significa que a rota do meio vai ganhar mais atenção na competição. Campeões como Vladmir, Malzahar e Cassiopeia se toraram muito fortes e vão ser certamente campeões disputados na fase de picks e bans das partidas.

Mas não é só isso: todos os times passaram por profundas mudanças e você vê a escalação deles logo abaixo.

Fonte: UOL

Comments

comments

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

#CBLOLnaGN

Entrevista com SirThulio, jungler da Pain Gaming

Bruna Andrade

Published

on

Entrevista com SirThulio, jungler da Pain Gaming

Nós da Gaming News fizemos uma entrevista com o SirThulio, o  jungler do time Pain Gaming, após o 1° dia de jogo no 1° split do CBLoL 2017, para entender melhor o que esperarmos dele e de seu time, confira abaixo! Deixe nos comentários com quem você gostaria que fosse a próxima entrevista? E o que tem vontade de perguntar?

GN: Como a mudança do Pick e Ban vai alterar o que estamos acostumados a ver no CBLoL?

SirThulio: Com a entrada dos ban no meio eu acho que muda muito a estratégia do outro time, você pode pensar vamos jogar com isso, mas acontece de o inimigo banir seu campeão e você deve ter outras alternativas.

Meio que aumenta o leque de campeões, você tem que jogar com outros e não ficar naquele dois três picks porque se não você não joga mais.

GN: No segundo jogo, quando que vocês perceberam que deviam desacelerar e talvez rever a estratégia?

SirThulio: Bom, estávamos bastante fortes no jogo então precisávamos entender como nossa comp funcionava contra a deles, meio que falhamos nisso no bot, que morremos duas três vezes e a tomamos pick-off o que deixou o barão para eles.

Nessa hora a gente sabia que podia ganhar, só mantendo a distância, mas não podíamos ir tão acelerado, mesmo estando com a vantagem, porque meio que eles tinham recuperado isso.

GN: E no primeiro jogo, os dragões vocês sabiam que não precisavam contestar, ou isso foi uma surpresa do jogo de acordo com o rumo que ele tomou?

SirThulio: É… Mais ou menos, acho que querendo ou não foram três dragões ruins para o time, tipo tínhamos uma composição que escalava com o tempo, então não podíamos lutar cedo no jogo. E os três dragões foram de montanha, os dragões de montanha permitiam que eles fizessem barão rápido e outros objetivos, então a gente ficou bem acuado, mas queríamos lutar quando alcançamos o level 15 ou level 14, mas não estávamos conseguindo por mérito deles, por terem jogado bem.

GN:Última pergunta, o Lee Sin, ele foi nerfado nesse 7.1, mesmo com o nerf vamos continuar vendo ele com a frequência que vimos hoje?

SirThulio: Eu acredito que o kit do campeão é bem forte, meio que nerfaram só o ultimate dele ou o E dele na visão, mas não foi o suficiente para tira-lo do meta porque ele tem muitas utilidades, tanto para ser ofensivo early game quanto para defender o seu time no meio para o final do jogo.

GN: Muito obrigada por conceder alguns minutinhos para gente! E boa sorte nesse CBLoL!

Acompanhe a cobertura do CBLoL da Gaming News, clique aqui!

Comments

comments

Continue Reading

#CBLOLnaGN

Final do CBLoL 2016 teve mais audiência na TV do que em streams

Published

on

A Grande Final do 2º Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) 2016 teve mais audiência na televisão do que nos canais de stream pela internet.

Conforme números divulgados pela Riot Games Brasil nesta sexta-feira (12), 2,1 milhões de pessoas assistiram à decisão, em 9 de julho, vencida pelo INTZ sobre o CNB e-Sports Club, sendo que a transmissão no SporTV teve 1,4 milhão de espectadores. Somando as três plataformas de stream (Twitch, Azubu e Youtube), foram 700 mil pessoas assistindo pela internet. Cerca de 10 mil pessoas acompanharam os jogos de perto no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

tarde-no-ginasio-do-ibirapuera-comecou-com-um-impressionante-show-de-apresentacao-1468082761456_1920x1079

Foi a primeira vez em que o confronto final do principal campeonato da modalidade no País passou na televisão brasileira. “A parceria com o SporTV é uma evolução natural da estratégia da Riot Games de promover o esporte eletrônico no Brasil, levando-o a novas e maiores audiências”, comenta o gerente geral da Riot brasileira, Roberto Iervolino, em comunicado à imprensa.

Antes mesmo de o confronto decisivo acontecer, Iervolino já enxergava com bons olhos a relação entre TV e internet.

“A TV é outra maneira de chegar nos jogadores, então eu não acho justo dizer que a TV é que precisa do e-sport, ou o e-sport não precisa da TV. Na verdade, acho que o e-sport precisa de todo meio de comunicação que estiver disponível, a TV é mais um. Tem jogador que vai preferir ver na TV, ao invés de na internet. Acho que ambos precisam um do outro. Para nós, quanto mais meio de comunicação, melhor, porque vai chegar em mais gente”, opinou, em entrevista coletiva antes do duelo no Ginásio do Ibirapuera.

Fonte: MyCNB

 

Comments

comments

Continue Reading

#CBLOLnaGN

INTZ eSports é campeã do CBLoL 2016

Published

on

Os Intrépidos venceram a CNB eSports por 3-1 no Ginásio do Ibirapuera.

nd5_9557

Saiu da jaula o monstro! A INTZ espantou o vice-campeonato de 2015, venceu a CNB por 3 a 1 neste sábado (9) e é campeã do Circuito Brasileiro de “League of Legends” de 2016. Esse é o primeiro título do CBLoL da equipe, que até então havia vencido duas primeiras etapas do torneio.

A INTZ derrubou todas as árvores do Ginásio do Ibirapuera, palco do CBLoL deste ano. Apesar de terem sido atropelados na segunda partida, quando a CNB empatou a série “melhor de cinco” (md5) com uma vitória avassaladora, os intrépidos se recuperaram nos dois jogos seguintes e não deixaram dúvidas. São a melhor equipe brasileira do momento.

Com a vitória, a INTZ levou R$ 80 mil em premiação e uma vaga no International Wildcard, competição internacional que leva ao mundial de “League of Legends”.

Oferecimento:

Comments

comments

Continue Reading
%d blogueiros gostam disto: